PUBLICIDADE

PUBLICIDADE













PIAUÍ / #absurdo

Falta de combustível paralisa investigações

Por falta de combustível, Policia Civil de Campo Maior estaria com investigações paralisadas

Publicado 1 de Agosto de 2016 às 08:31 pelo colunista REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA.

“O Distrito Policial de Campo Maior está parado”, denunciam policiais civis que relatam uma série de problemas vivenciados diariamente e que aumentaram nas últimas semanas. Falta de combustível, delegado de licença e poucos servidores estão comprometendo os trabalhos e ocasionou à paralisação nas investigações. 


Segundo apurou o Em Foco, intimações e investigações foram suspensas nos últimos dias pela falta de combustível nos veículos da polícia civil. Os postos que abastecem a frota teriam se recusado a liberar combustível pela falta de pagamento. Um veículo que pertence a PC de Campo Maior apresentou defeitos e foi enviado à Teresina para o concerto, mas a oficina se recusa a fazer os reparos devido à falta de repasse. 


“Foram suspensas as intimações e as investigações porque não tem combustível. Os carros estão parados. Está cortado nos postos e tem carro em Teresina para ser concertado, mas como não é pago as outras dívidas, eles não ajeitam o nossos. Tem agente e o delegado tendo que colocar combustível do próprio bolso para poder atender uma ocorrência”, denuncia uma fonte ao Em Foco. 


Outra reclamação é a baixa no efetivo de policiais. Segundo agentes disseram a reportagem, atualmente apenas dois investigadores são responsáveis por Campo Maior e cidades da região como Jatobá, Sigefredo Pacheco e Nossa Senhora de Nazaré. O delegado do 1º DP Andrei Alvarenga está de licença médica por problemas de saúde e atua no momento somente o delegado regional Laércio Evangelista. 


“Um deles (delegados) está de licença e ficou o buraco. Não temos pessoal. Vieram quatro novos policiais, mas só serviu para substituir férias e licença. Estamos extremamente sobrecarregados, temos que escolher qual ocorrência mais grave deve ser dada atenção. Fora isso não tem juiz para despachar mandados. O negócio está feio”, disse um agente ao Em Foco. 


Delegado contesta 
Laercio Evangelista, delegado regional em Campo Maior, contestou as denúncias. Ele explicou que as viaturas estão funcionando normalmente e não falta combustível. “As viaturas estão todas regularmente em manutenção; estão todas concertadas e combustível tem a vontade. As investigações continuam da mesma forma”, afirmou. 


O delegado disse que a baixa no efetivo acontece pelo fato de dois servidores estarem de férias e dois afastados porque serão candidatos nas eleições municipais, mas que os trabalhos continuam sem alteração no DP de Campo Maior. 

Editado 1 de Agosto de 2016 às 08:31 por REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA.

Conheça o autor deste artigos

REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA

EQUIPE DE REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA


PUBLICIDADE











Notícias Relacionadas

Filho estupra a própria mãe em PHB

Fraude nas eleições em Bom Jesus

IFPI divulga edital para processo seletivo