PUBLICIDADE

PUBLICIDADE








ALTOS / #pesquisa?

Mérita é acusado de pesquisa fraudulenta em Altos

O Mérita realizou pesquisas acusadas de fraudulentas em Teresina, Altos e mais cidades do PI

Publicado 8 de Julho de 2019 às 16:34 pelo colunista REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA.

No começo da tarde de hoje, um site divulgou uma pesquisa na qual um Vereador da cidade de Altos estaria liderando a opinião de votos para a próxima eleição para prefeito de 2020. O problema é que o Instituto Mérita, responde à vários processos, acusado de realização de pesquisas fraudulentas.

Confira a matéria relacionada ao caso:

Procurador eleitoral investiga fraude do instituto de pesquisa Mérita

O Mérita realizou pesquisas acusadas de fraudulentas em São João do Piauí, Teresina, Altos, Simplício Mendes, Pedro II, Santa Rosa do Piauí e Anapurus (MA)

Partidos políticos dos municípios de São João do Piauí, Teresina e Altos acionaram o Ministério Público Eleitoral do Piauí para apurar fraude em pesquisas eleitorais realizadas pelo Instituto Mérita.
Os partidos e as coligações desses três municípios denunciam que o instituto de pesquisa representado cometeu diversos crimes eleitorais, em especial crime de falsidade ideológica, omissão de dados e informações para fins eleitorais e fraude de pesquisa eleitoral.
A fraude aconteceu quando o Instituto cita como estatística responsável pela confecção das pesquisas Roselaine Batista, que nega qualquer vínculo com o Mérita, por via de declarações escritas entregues ao procurador regional eleitoral Alexandre Assunção, por meio de representação feita, na sexta-feira (21), junto ao MPE.
“Não possuo qualquer contrato firmado com o Instituto Mérita Comércio e Serviços LTDA. Portanto, não permito que o Instituto divulgue meu nome como estatística responsável por qualquer pesquisa por eles realizada”, diz Roselaine Batista na declaração.
O Instituto Mérita realizou pesquisas acusadas de fraudulentas, além de São João do Piauí, Teresina e Altos, nos municípios de Simplício Mendes, Pedro II, Santa Rosa do Piauí e Anapurus, no Maranhão.
O advogado Daniel Oliveira, que representa os partidos na notícia ação junto do MPE, ressalta a importância da imediata apuração do crime eleitoral, uma vez que, segundo ele, as pesquisas eleitorais têm grave e importante repercussão social. “O que ocorreu foi um verdadeiro atentado contra a democracia, contra a legitimidade das eleições. Um instituto de pesquisa colocar e utilizar nome indevidamente de estatístico é algo estarrecedor”, afirma Oliveira.
O advogado Greg Maranhão, que também representa os partidos na ação contra o instituto Mérita, ressalta que há também a necessidade de abertura de investigação policial para comprovar a manipulação de resultados e, portanto, a fraude nas pesquisas feitas pelo instituto nos estados do Piauí e Maranhão.

Editado 8 de Julho de 2019 às 16:34 por REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA.

Conheça o autor deste artigos

REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA

EQUIPE DE REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA


PUBLICIDADE






Notícias Relacionadas

Jovem não resiste e morre após acidente

Jovem fica gravemente ferido após acidente

Jovem baleada é encontrada em Altos