PUBLICIDADE

PUBLICIDADE








ALTOS / #condenação

Homens são condenados após acidente em 2013

Dois jovens morreram no acidente ocorrido há mais de 5 anos

Publicado 28 de Abril de 2019 às 18:57 pelo colunista REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA.

Um homem identificado como Daniquercio Luan da Silva Pereira foi condenado a 7 anos e 2 meses de prisão por provocar acidente que matou duas pessoas ao dirigir um veículo modelo Veloster, em alta velocidade, sem carteira de habilitação e embriagado, na BR-343 próximo a Ladeira do Caranguejo, entre os municípios de Altos e Teresina, no dia 16 de junho de 2013. A condenação foi dada pela juíza Andrea Parente Lobão Veras, da Vara Única da Comarca de Altos na última segunda-feira (22). 

Daniquercio foi condenado há 4 anos e 8 meses de detenção por homicídio culposo, com a majorante de ausência de habilitação para dirigir e a 2 anos e 6 meses por embriaguez ao volante, totalizando a pena de 7 anos e 2 meses de prisão. O regime inicial do cumprimento é semi-aberto.

O condutor de um outro veículo identificado como, Mário Bibiano da Silva,  também envolvido no acidente foi condenado por 2 anos e 3 meses em regime aberto, por embriaguez ao volante  e 1 ano e 3 meses sem dirigir. 

Porém Bibiano teve a pena privativa e substituída por duas restritiva de direito consistentes na prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas, no montante de 1 hora por dia pelo mesmo período da pena privativa de liberdade imposta e prestação pecuniária no calor de 10 salários mínimos, a ser pago a entidade pública ou privada com destinação social, a qual ainda será definida na fase executória. 


Entenda o caso

Um grave acidente na BR 343, em Altos, por volta das 2h da manhã do domingo (16 de junho de 2013), em local conhecido por 'Descida do Caranguejo', resultou na morte de Luis Ferreira da Costa Júnior, natural de Guadalupe, e da menor N.G.S.S., 15 anos, que residia no Bairro Tranqueira, em Altos. As vítimas seguiam no banco da frente de um Hyundai vermelho, que era dirigido por Daniquércio Luan da Silva Pereira, 25 anos, que sobreviveu e, segundo a PRF, apresentava nítidos sinais de embriaguês.

O veículo, que participava de uma competição de som automotivo na noite anterior, em Altos, travou o velocímetro em 200km/h, momento em que colidiu frontalmente com uma D-20, de propriedade do Senhor Mário Bibiano, gerente de uma loja de móveis e eletros, em Altos.

Segundo a PRF, pelas circunstâncias do acidente acredita-se que Daniquércio Luan tenha invadido a faixa e, em altíssima velocidade, ocasionado o acidente. Mário Bibiano ficou preso às ferragens e precisou ser retirado do veículo com a ajuda do corpo de bombeiros. A menor também ficou presa às ferragens. A outra vítima fatal foi arremessada distante do veículo. O IML recolheu os corpos por volta das 4h da manhã.

Fonte: MEIO NORTE

Editado 28 de Abril de 2019 às 18:57 por REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA.

Conheça o autor deste artigos

REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA

EQUIPE DE REDAÇÃO ALTOS NOTÍCIA


PUBLICIDADE






Notícias Relacionadas

Jovem não resiste e morre após acidente

Jovem fica gravemente ferido após acidente

Jovem baleada é encontrada em Altos